17.02.2020

Áreas de Prática: Trabalho

Fonte: Expresso

Carmo Sousa Machado comenta compensações a empresas por pausas indevidas

A sócia da Abreu Advogados falou ao Expresso sobre o Tribunal espanhol ter autorizado a Galp Energia a deduzir ao cálculo efetivo da jornada de trabalho o tempo gasto pelos seus trabalhadores em pausas para pequeno-almoço, café ou para fumar.

Carmo Sousa Machado, com uma extensa experiência na área de prática de Direito do Trabalho, explicou que no enquadramento legal português também é possível ocorrer uma decisão destas.  

Fique a conhecer os seus direitos e os deveres e leia o artigo do Expresso.

Conhecimento

Por defeito, este site usa cookies.
Estes cookies destinam-se a optimizar a sua experiência de navegação neste site.

Saiba Mais