11.06.2013

Áreas de Prática: Contencioso & Arbitragem

Colecção Monografias IAB Nº1

A Tutela Executiva dos Particulares no Código de Processo nos Tribunais Administrativos

Cecília Anacoreta Correia

 

A obra que agora se publica corresponde, com algumas alterações e actualizações, à dissertação de Mestrado na área jurídico-políticas, apresentada em 2005 na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, sob a orientação do Senhor Professor Doutor José Manuel Sérvulo Correia.

O meu primeiro agradecimento é dirigido a este mestre, pela  generosidade de ter aceite coordenar um trabalho proposto por uma recém licenciada, vinda da então mais recente Faculdade de Direito
do país, a Faculdade de Direito da Universidade do Porto.

Ao Professor Mário Aroso de Almeida dirijo, igualmente, o meu sincero agradecimento, não apenas pela arguição da prova de mestrado, mas sobretudo por me ter proporcionado, no âmbito das funções que desempenhei no Ministério da Justiça entre 2001 e 2005, a experiência única de o acompanhar de perto no processo de concepção da reforma do contencioso administrativo,de onde resultou a matéria prima para esta obra.

De modo especial, agradeço publicamente a ajuda que recebi na fase de escrita desta tese da minha professora e amiga Professora Luísa Neto, bem como da Mestre Ana Isabel Pinto, as únicas pessoas que leram estas linhas antes da sua apresentação formal e cuja ajuda e incentivo ficarão para sempre gravados como um gesto de inestimável amizade.

À Senhora Professora Maria Luísa Duarte, e por seu intermédio, a toda a Faculdade de Direito de Lisboa, o meu reconhecimento pela forma aberta e generosa como me acolheram no seu corpo docente, em particular, àqueles que ao longo destes cinco anos foram meus colegas de equipa e sofreram comigo a angústia de uma interminável revisão de tese: Ana Gouveia Martins, Francisco Paes Marques, Pedro Lomba, Ricardo Branco e Tiago Antunes.

Por fim, mas não em último, à Abreu Advogados, em particular ao José Eduardo Martins e ao Manuel Andrade Neves, por me terem proporcionado o tempo necessário (e foi tanto!) à revisão desta tese.

Integrar a sua equipa de trabalho ao longo dos últimos seis anos permitiu-me observar uma rara combinação de trabalho generoso e exigente, amizade e companheirismo, abertura e sensibilidade ao mundo que os rodeia.

É, pois, para mim uma enorme alegria abraçar na publicação desta tese esta parceria com o Instituto do Conhecimento AB, a qual inaugura um projecto de partilha de investigação jurídica, que a Abreu Advogados incentiva e generosamente proporciona a todos os colaboradores como parte fundamental da sua estratégia de crescimento sustentável.

Efectivamente, como aqui se diz, um escritório de advocacia é laboratório perfeito para investigação jurídica e esta o laboratório perfeito para a advocacia.

Lisboa, Março de 2013
Cecília Anacoreta Correia

Conhecimento

Imprensa 10 SET 2019

Por defeito, este site usa cookies.
Estes cookies destinam-se a optimizar a sua experiência de navegação neste site.

Saiba Mais